domingo, 24 de setembro de 2017

Associação de PMs vai à justiça contra alteração de nome da GCM em SP

Carros da GCM terão a inscrição Polícia Municipal (Foto: TV Globo/Reprodução)
(Foto: Reprodução)
Um novo nome que a Prefeitura de São Paulo quer associar à Guarda Civil Metropolitana (GCM) virou caso de justiça. A Defenda PM, uma associação ligada aos oficiais militares, entrou com uma ação para tirar o nome "Polícia Municipal. " A associação argumenta que a mudança é inconstitucional.

O advogado Martim de Almeida, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, diz que "chamar uma guarda de polícia é enganar a população que acredita que o efetivo policial colocado está maior, cria uma falsa sensação de segurança e acaba resultando em risco para aquele soldado, policial da guarda e para o cidadão.”

Ao ser questionado sobre a ação na justiça, o secretário de segurança urbana disse que compreende , mas que o intuito da mudança é melhorar a segurança pública.

João Doria (PSDB), anunciou no início de setembro que, "gradualmente" todos os veículos da corporação ganharão adesivos com a nova denominação.

Ao todo, a GCM conta com 454 veículos, sendo que 224 são locados. O contrato da locação se encerra no ano que vem e, após a renovação, a gestão Doria já quer que eles venham com a nova roupagem.

0 comentários: